Erro
  • Português (Brasil)
  • English (United Kingdom)
  • Deutsch (DE-CH-AT)
  • Español(Spanish Formal International)
  • Italian - Italy
Cultura alemã no Brasil
Qui, 18 de Abril de 2013 15:45

2013-2014: Grandes momentos para a cultura alemã no Brasil.

Em maio começa a Temporada da Alemanha no Brasil (2013-maio-2014), quando se apresentará com todo seu potencial de inovação e co-liderança mundial em praticamente todas as áreas. E a comunidade teuto-brasileira se prepara para seus 190 anos em 2014.


 

Maio é logo ali. É quando começa a Temporada da Alemanha no Brasil (2013-maio-2014). É verdade que seus eventos, ainda pouco divulgados, ficam restritos aos grandes centros urbanos. É ali que a Alemanha de hoje vai se apresentar com todo o seu potencial de inovação e de co-liderança mundial em praticamente todas as áreas.

O Brasil se espelha cada vez mais e se aproxima desta potência inovadora, modelo de democracia parlamentarista, integradora de quase 10% de estrangeiros, realizadora de 70% das grandes feiras de âmbito mundial, que balizam a economia global, e apontada, por consecutivas pesquisas da BBC de Londres, como o país de contribuição mais positiva no mundo atual.

No embalo desta Temporada da Alemanha no Brasil, a dinâmica colônia alemã se inspira também na sua própria história ao se aproximar dos 190 anos da sua imigração (1824-25 de julho-2014), que recai justamente no mês e ano da Copa do Mundo no Brasil.

Durante mais de um século, as dinâmicas colônias alemãs no Brasil, centradas no trinômio escola-igreja-clube, se desenvolveram por conta própria, sem maior interferência do Estado e da União. Fora da esfera municipal onde a vida acontecia, estes dois entes estranhos eram percebidos apenas quando vinham cobrar impostos ou para pedir votos, conforme surpreendente confissão do próprio presidente Getúlio Vargas em discurso na cidade de Blumenau em 10 de março de 1940.

Convidados para ocupar espaços vazios (o RS do início da imigração não tinha mais que 100 mil habitantes) e defender o território, eles implantaram a navegação em nossos rios e lagos, abriram estradas, fundaram escolas e alfabetizaram seus filhos, passaram a abastecer os centros urbanos, chamaram ferrovias (Porto Alegre-São Leopoldo, 1874), transformaram ferrarias, carpintarias, sapatarias, selarias, alfaiatarias em florescentes empresas pioneiras do processo de industrialização do Brasil. Desse caldo de cultura surgiram Fogões Geral, Wallig, Neugebauer, Cervejaria Continental, Brahma, Bromberg, Tigre, Hering, Garoto, Renner, Kepler-Weber, Laboratório Wesp-Olina, Stara, Stihl, Tupy, Malwee, Oderich,  Ortopé, Vogel, Weg, Gerdau; Navegação Arnt, Aliança, Transportadora Mayer, Viação Ouro e Prata, Varig, sobrevôo Zeppelin em Porto Alegre e São Leopoldo; Caixeiros Viajantes, Cooperativismo; editoras Rotermund, A Nação, Selbach; jornais  Deutsche Zeitung, Der Colonist, Die Serra-Post, Der deutsche Einwanderer, Deutsches Volksblatt, Der Bote; almanaques Die Fahne des Heiligen Ignatius, Koseritz-Kalender, Luther-Kalender für Süd-Amerika, Der Familienfreund, Kalender für die deutschen in Brasilien, Brummbär-Kalender, Lehrer-Kalender, Lehrer-Zeitung; Sogipa, Grêmio Náutico União, Sociedade Pinheiros, Sociedade Recreativa Bragança, Sociedade Concórdia, Sociedade Germânia, Sociedade Orpheu, Jangadeiros, Veleiros do Sul, Centros Culturais 25 de Julho; Okoberfest dos Haberer, Festas de Atiradores, Festas de Kerb, Carnaval; Hospital Alemão > Moinhos de Vento; Hospital Alemão > Hospital Oswaldo Cruz, Escola Alemã  > Colégio Farroupilha, Unisinos; Dr. Blumenau,  Pe. Theodor Amstad,Carlo Hoepcke,  Pe. Balduino Rambo, Jakob Rheingantz, Alberto Bins, Theo Wiederspahn, Pe. Reus, A. J. Renner, Ruben Berta, Johann Gerdau, Zilda Arns, Oscar Niemeyer, cardeais Vicente Scherer, Paulo Evaristo Arns, Aloisio Lorscheiter, Cláudio Hummes, Eusébio Oscar Scheid, Odilo Pedro Scherer; pastor  Walter Altmann (moderador CMI 2006-2013); e centenas de “injustiçados/as” por não serem  citados/as nesta relação de gigantes da cidadania brasileira.                                                    

O Brasil é um país de gigantescas potencialidades e de enormes desafios e, apesar da corrupção, da violência e do baixo nível educacional, nem tudo está perdido: ontem mesmo uma reportagem de TV aberta, líder de audiência, contrapunha às lamentações de extorsão dos indefesos motoristas de grandes cidades por “flanelinhas” implacáveis o exemplo de Novo Hamburgo, RS, cujo governo municipal coibiu de vez este flagelo através de lei e da ação da Guarda Municipal. Em período de pleno emprego e de “caça” à mão-de-obra despreparada, com oferta de cursos pontuais de formação profissional, não se justifica mais tanto desgoverno e exposição do cidadão ao crime, bagunçado ou organizado.

Como porta-voz oficial da imigração alemã, o tripé www.brasilalemanha.com.brmala direta brasilalemanha/neuesprograma radiofônico ahai dirige-se hoje ao público brasileiro para uma conclamação: vamos nos unir e concentrar informações e ações para a digna reafirmação dos valores cívicos e morais de tantos modelares e abnegados batalhadores, descendentes dos pioneiros da valorização do trabalho numa época em que a economia brasileira ainda era tocada pelo trabalho escravo.

O Brasil é um país maravilhoso e ele é o que nós somos. E ele será o que nós fizermos de nós mesmos. Esperar pelos governos é esperar que, num toque de mágica, seus eleitores se reneguem e coloquem no poder modelos de honradez e competência.  

Na prática:

a) Mala direta
Aceite nosso convite: envie para  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. o seu endereço de e-mail, bem como os e-mails de todas as pessoas e instituições do seu universo que poderiam usufruir de alguma forma das informações veiculadas, duas a três vezes por semana, pela nossa mala direta, que já conta com mais de meio milhão de destinatários. Você e todos os seus amigos ficarão inteirados de todo o universo Brasil-Alemanha e das ações da Temporada da Alemanha no Brasil, bem como das múltiplas iniciativas e manifestações da atual cultura alemã no Brasil em todas as esferas e níveis.  Um detalhado Calendário de Eventos foi inserido e será monitorado em www.brasilalemanha.com.br >>> Calendário de Eventos 2013-2014. Todas as manifestações culturais do universo Brasil-Alemnha poderão ser ali registradas e compartilhadas. 

Apelamos especialmente a todas as entidades dedicadas à cultura alemã (colégios, grupos de danças, corais, cursos de idioma, centros culturais) para que nos enviem  ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ) os e-mails de todos os seus integrantes e parceiros para cadastro na mala direta (fica assegurado o mecanismo de exclusão  espontânea).

b) Programa radiofônico AHAI
Há 19 anos distribuímos o programa AHAI – A Hora Alemã Interncomunitária/Die Deutsche Stunde der  Gemeinden, transmitido aos sábados e domingos por 23 emissoras do RS, SC, PR e ES. O programa pode ser acessado 24 horas por dia, de sexta a sexta-feira (dia da troca) através do portal  www.brasilalemanha.com.br >>> Rádio AHAI, onde aparecem os seis blocos do último programa, para download, os links das emissoras parceiras e respectivos horários de transmissão.

Nosso sonho:  fazer companhia a todas as comunidades teuto-brasileiras e também ao público interessado nos grandes centros urbanos (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro etc. como oferta cosmopolita).  Aplaudimos as “Horas Alemãs” de apresentadores locais, mas alertamos que para fazer cultura alemã à altura dos novos tempos não basta gritar algum “Jawohl” sem sotaque ou fazer dedicatórias de música tradicional alemã a aniversariantes.  A cultura alemã no interior do Brasil precisa com urgência sair da “papinha” e da pura subsistência para uma reconstrução mais sólida.

A dura realidade é que a Segunda Guerra Mundial, travada longe daqui, na Europa, Norte da África e Ásia, desabou sobre a cultura alemã no Brasil, logo e compreensivelmente identificada com o inimigo bravamente enfrentado pela nossa FEB, ficando destroçada e banida. O que sobrou foi a humilhação e o afastamento das elites teuto-brasileiras de tudo o que fosse alemão, para poupar os filhos destas agruras.  Não admira que no Brasil urbano, segundo pesquisa entre jovens de Santa Cruz do Sul, RS, cidde da Oktoberfest, alemão vire paradoxalmente “língua de grosso”, daqueles que nas grotas continuaram falando alemão, sem aprenderem satisfatoriamente o português. Pode?  A falta de informação leva a tais disparates. Como antídoto, veja a surpreendente lista anexa das invenções alemãs.

Passados 60 anos de uma lenta e progressiva recuperação, pode-se hoje dizer com os chilenos: O inglês é um “muss” (necessidade), o alemão é um “plus” (diferencial competitivo dos mais importantes). Ninguém melhor do que o ouvinte potencial para se manifestar e solicitar que o programa AHAI seja transmitido também por uma emissora local. Além de belas músicas direcionadas mais ao público jovem, de informações do universo Brasil-Alemanha e de chamadas para encontros de família, o programa reúne nada menos do que cinco comentaristas de alto padrão, do RS, SP e Berlim, que nos colocam em contato com o alemão padrão e também com os dialetos do Hunsrück e da Pomerânia.  Segundo autodefinição, trata-se de “um programa de Primeiro Mundo por um Brasil de Primeiro Mundo”, que não tem tempo para “abobrinhas”.  Mas nada que não possa ser aperfeiçoado. Uma versão mais urbana poderá ser encaminhada para emissoras de centros cosmopolitas.  Sugestões de parceria para:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. - Assunto: AHAI.

Da Coordenação da Temporada da Alemanha no Brasil recebemos a seguinte mensagem: “Gostaríamos de contar com a presença forte do portal BrasilAlemanha nesta iniciativa durante este ano de eventos relevantes para os dois países e que acredito serem  de suma importância para os interesses do portal BrasilAlemanha e dos outros veículos do grupo.” (Mário Justo Losso, Comunicação  Alemanha + Brasil 2013-2014 www.alemanha-e-brasil.org /de).

Para as Comemorações do Biênio 189-190 Anos da Imigração Alemã no Brasil, que têm forte enfoque no aprofundamento das relações Brasil-Alemanha, o nosso portal e o mailing foram, mais uma vez, confirmados como os porta-vozes oficiais de todo o intenso fluxo de informações. Veja aqui o acesso direto ao link "Biênio 189-190 Anos - Temporada Alemanha no Brasil". Seu editor - no caso, o signatário desta -  é também o diretor de Comunicação da Comissão Executiva (confira anexo: Comissão Executiva e Oficial dos 188-190 Anos Roque Jacoby).

Parafraseando o ministro das Comunicações Paulo Bernardo, que assegurou ao secretário-geral da FIFA, Jerôme Valcke, em visita de inspeção aos estádios para a Copa de 2014, que "Sem uma boa comunicação, é como se a Copa não existisse", poderíamos dizer que todos estes eventos não teriam a visibilidade e até ficariam fortemente afetados se não houvesse a comunicação sistemática e insistente do tripé BrasilAlemanha + Brasil Alemanha Neues + Programa AHAI (+ Conexão BrasilAlemanha na TV - em perspectiva).

Cultura só se faz com o consumo de bens culturais, cujo ponto de partida é a informação).

BrasilAlemanha - Um Programa de Aceleração do Brasil de Primeiro Mundo.

Com os melhores cumprimentos,
cordialmente / Beste Grüsse

Sílvio Aloysio Rockenbach - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Tel./fax: (51) 3392 7433 - Tel. (51) 3328 6198 - Cel. (51) 9423 2157
Portal BrasilAlemanha - Informativo BrasilAlemanha/Neues - Programa radiofônico AHAI - Conexão Brasil Alemanha na TV (em perspectiva)
Fonte: www.brasilalemanha.com.br

 

Patrocínio

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Contador

2176618
HojeHoje0
OntemOntem0
Essa semanaEssa semana0
Esse mêsEsse mês0
TudoTudo2176618